Tratamento de Halitose Palmeira dos Índios AL

Encontre Tratamento de Halitose em Palmeira dos Índios. Conheça as clínicas especializadas desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Eniraldo B Silva
(82) 3421-3807
Rua Major Cícero de Góis Monteiro 66
Palmeira dos Índios, Alagoas
 
Denisson C Barros
(82) 3421-2169
Rua Marechal Deodoro da Fonseca 67
Palmeira dos Índios, Alagoas
 
José P Girard
(91) 3223-5349
Tv 1º de Março 670
Belém, Pará
 
Elionae Oliveira Pinto
(91) 3231-0028
Avenida Tavares Bastos 50 s 3
Belém, Pará
 
Ana Cláudia Silva
(91) 3207-0460
Rua 8 de Setembro 104 A
Belém, Pará
 
Ronaldo Silva Dantas
(82) 3421-4437
Rua Vereador Nilo Barros 127
Palmeira dos Índios, Alagoas
 
Eduardo Medeiros Torres
(82) 3421-4520
Rua José Pinto de Barros 46
Palmeira dos Índios, Alagoas
 
Waldemar Castro de Lima
(91) 3227-1558
Rodovia Augusto Montenegro
Belém, Pará
 
Andréa Simone Lopes Lima
(91) 3223-4899
Tv 14 de Março 700 s 205
Belém, Pará
 
Antônio Luiz Miranda Afonso
(91) 3230-0668
Rua Ângelo Custódio 402 s 5
Belém, Pará
 

Tratamento de Halitose

Se o Paciente tiver certeza que tem mau hálito, recomendamos que ele marque uma consulta para fazer a consulta de Avaliação e iniciar o Tratamento no mesmo dia, pois assim os resultados ocorrerão mais rapidamente, podendo ter ótimos resultados em poucos dias.

No caso do tratamento direto, o Paciente ficará em nossa clínica em torno de 03 a 04 horas, passando pelos procedimentos descritos abaixo, devendo retornar à nossa clínica para as consultas de retorno, ou no caso de residir fora, os retornos (de 02 a 03) poderão ser feitos à distância, via internet (Skype ou e-mail) ou telefone.

Através de um extenso questionário são avaliados hábitos e funções do organismo relacionados à halitose: hábitos alimentares, de higiene bucal, ingestão de alimentos que alteram o odor do hálito (odoríferos), de ingestão de líquidos, rotina de lazer, exercícios físicos, etc.

Serão avaliadas também as funções das vias aéreas superiores, função pulmonar, hepática, renal, endocrinológica (diabetes, hipoglicemia e alterações da tireóide), presença do ronco e apnéia, etc..

Além disso, são realizados vários testes como: teste de fluxo salivar (sialometria), teste no aparelho Halimeter para medir a concentração dos gases derivados do enxofre que provocam a halitose (halitometria), testes para avaliar o nível de estresse e são verificadas a pressão arterial e batimentos cardíacos.

Será realizado um exame bucal detalhado, sendo feito um exame extra bucal (palpação de tireóide, gânglios, etc.) e intra bucal, onde avaliamos a higiene bucal do paciente, verificando-se as condições dos dentes, gengiva, língua, lábios, bochechas, amígdalas, etc..

Será dedicada uma atenção especial aos aspectos psicológicos relacionados à halitose, pois nossa meta de tratamento é que nosso paciente recupere um hálito agradável e principalmente, recupere a sua segurança e auto-estima, para voltar a ter um convívio social, profissional, afetivo e familiar normais.

Determinando-se as causas, é prescrito o tratamento e, em mais de 90% dos casos, quando o paciente volta para o primeiro retorno, ele já não é um portador de halitose (os outros quase 10% dos casos, que são mais severos, necessitam de 2 ou 3 retornos para obter um resultado excelente).

O tratamento do mau hálito tem garantia de resultados?

Sim, e isso é feito através de um contrato com o Paciente.

De acordo com o Código de ética odontológico 2003, Capítulo V do Relacionamento com o Paciente, Seção I, Art. 7o, Parágrafo IV, após ter feito uma avaliação minuciosa das causas da halitose, informamos ao Paciente todos os detalhes do seu Tratamento, incluindo:

- a intensidade e causas de sua halitose;

- qual o grau de comprometimento de sua segurança e autoestima;

- o planejamento detalhado de seu tratamento;

- descrição detalhada de cada consulta;

- custo total do tratamento e forma de pagamento;

- riscos, vantagens, limites e chances de êxito, entre outros detalhes do Tratamento.

Estando o Paciente ciente e concordando com todos os detalhes de seu tratamento, as partes (Dentista e Paciente) assinam um contrato com todos os detalhes mencionados acima, onde serão mencionadas as chances de exito do Tratamento, que constam no contrato.

As chances de exito de melhoria do hálito do Paciente costumam ser próximas de 100%, e isso somente é colocado em contrato após ums minuciosa avaliação e exame clínico.

Finalmente, é ressaltado com ênfase no contrato, que o Paciente tem papel fundamental na conquista e manutenção dos resultados do Tratamento, ou seja, deverá seguir a risca o tratamento e sempre entrar em contato em caso de dúvidas ou dificuldades.