Tratamento Para Sudorese Excessiva Teresina, Piauí

Tratamento Para Sudorese Excessiva em Teresina. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Janet Maria B Cavalcanti
R Sao Pedro 1455 - Sala 08
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Lauro Lourival Lopes Filho
R Desembargador Pires de Castro 260 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Sheila Maria Reinaldo Alencar
(86) 3222-1601
R Desembargador Pires de Castro 221
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Maria Lucia Lima Oliveira
R Desembargador Pires de Castro 260 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Julia Perticarrari O Pitombeira
Av Raul Lopes 1000 - Mod 23
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Wanda Gomes Correia Lima
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 670 - S 308 Medical Center
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Maria P Socorro Aragao Rocha
R Felix Pacheco 1635
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Tereza Cristina Melo de Lemos
(86) 223-2714
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 670 - Ed Medical Center S 208
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Jesuito Montoril Soares Dantas
(86) 3222-3082
R Olavo Bilac 2223 - S 101 Cliderm Dermat
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Yascara Pinheiro Lages Pinto
(86) 3230-1152
Raul Lopes 1000 - Espaço Saúdesala 29
Teresina, Piauí
Especialidade
Dermatologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento Para Sudorese Excessiva

A transpiração, por mais incômoda que seja, é uma resposta natural e saudável do organismo às altas temperaturas. Quando seu corpo esquenta, o suor, em contato com o ambiente, evapora e tira um pouco do calor da pele e, consequentemente, da parte interna do corpo. O problema surge quando essa produção de suor é excessiva e causa constrangimento, doença chamada de hiperidrose.

A boa notícia é que já existem alguns tratamentos que podem amenizar ou até mesmo eliminar o incômodo. Segundo Carla Bortoloto, dermatologista e especialista em medicina estética do IPTCP (Instituto de Pesquisa e Tratamento do Cabelo e da Pele), esses tratamentos normalmente são feitos nas axilas, palmas das mãos e plantas dos pés, lugares com maior incidência de hiperidrose.

“O que determina qual método é o melhor para cada paciente é o nível de evidência, ou seja, a gravidade da situação. Os tratamentos trazem muito mais qualidade de vida para o paciente, portanto, são muito recomendados”, explica.

Confira abaixo os tratamentos mais indicados para resolver problemas de transpiração excessiva.

Toxina botulínica (Botox)
Como é feito: assim como o Botox, é aplicado com injeções na região afetada, com anestésico tópico. O procedimento é feito em consultório por um dermatologista e dura 40 minutos.
Resultados: é considerado o melhor tratamento, pois elimina totalmente o suor enquanto durar o efeito. É preciso reaplicá-lo uma vez ao ano (a cada 10 meses, aproximadamente) e garante ótimos resultados, de forma que o paciente não apresenta nenhum suor e muitos não sentem necessidade de usar desodorante.

Desodorantes com hidróxido de alumínio
Como é feito: aparenta um desodorante comum, porém, contém um composto químico chamado hidróxido de alumínio. Não é vendido pronto, e sim manipulado em laboratórios a partir de uma receita médica dada por um dermatologista.
Resultados: diminui a sudorese excessiva, mas não a elimina. Indicado para quem tem o problema de forma leve. Os resultados podem demorar até 90 dias para aparecer.

Iontoforese
Como é feito: é um tratamento que pode ser feito em casa. A partir de placas elétricas colocadas nas palmas das mãos ou plantas dos pés (não é indicado para axilas), há a troca de carga elétrica da pele de positiva para negativa.
Resultados: diminui a sudorese em até 40%. As aplicações têm que ser feitas durante 15 minutos, diariamente. O tratamento está caindo em desuso pela falta de disponibilidade dos pacientes de fazer a aplicação todos os dias.

Medicamentos (metabloqueadores e ansiolíticos)
Como é feito: os medicamentos metabloqueadores são largamente indicados para quem tem pressão alta, mas em doses menores podem ajudar a reduzir a sudorese excessiva. Os ansiolíticos (remédios que diminuem a ansiedade) também são indicados em alguns casos. Todos precisam ser tomados diariamente e necessitam de prescrição médica.
Resultados: os resultados mudam de acordo com cada paciente, mas podem diminuir a sudorese de 30% a 40%.

Simpapectomia (cirurgia)
Como é feito: é o método mais invasivo. Feito em hospitais com aplicação de anestesia local, é realizada uma cirurgia diretamente na região e é eliminado o nervo responsável pelo controle do suor.
Resultados: elimina a sudorese quase completamente. Porém, há o risco de um efeito colateral chamado sudorese compensatória, quando outra região começa a suar no lugar daquela em que foi feita a cirurgia. Por exemplo, uma pessoa que foi operada nas axilas pode começar a ter sudorese na barriga.