Síndrome do Túnel do Tarso Araranguá SC

Informações sobre Síndrome do Túnel do Tarso em Araranguá. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Síndrome do Túnel do Tarso e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Araranguá.

Clínica Ceretta
(48) 3524-0042
Praça Hercilio Luz 678 s 1
Araranguá, Santa Catarina
 
Cimel Saúde
(48) 3537-1717
Rua Alberto Burigo 120
Meleiro, Santa Catarina
 
Centro Clínico Sombrio
(48) 3533-0144
Rua Padre João Reitz 462
Sombrio, Santa Catarina
 
Cláudia Cipriano Vidal Heluany
(48) 3439-5102
Rua Coronel Pedro Benedet 225 s 504
Criciúma, Santa Catarina
 
Centro Médico Dr Carbajal
(48) 3437-0123
Tv Germano Magrin 100 s 1
Criciúma, Santa Catarina
 
Stefanio Nápoli Oliveira
(48) 3524-4770
Rua Caetano Lummertz 456 s 109
Araranguá, Santa Catarina
 
Gilson C N Silva
(48) 3533-3657
Rua Santo Antônio 153
Sombrio, Santa Catarina
 
Fisiolis
(48) 3533-1822
Avenida Nereu Ramos 1263
Sombrio, Santa Catarina
 
Hemato Clínica
(48) 3433-3534
Rua Antônio de Lucca 100
Criciúma, Santa Catarina
 
Centro da Mama
(48) 3433-0406
Rua Coronel Pedro Benedet 505 s 301
Criciúma, Santa Catarina
 

Síndrome do Túnel do Tarso

A síndrome do túnel do tarso, também chamada de síndrome do túnel tarsal, ou ainda compressão do nervo tibial do tornozelo, consiste em um doloroso transtorno que acomete o pé, caracterizada pela compressão do nervo tibial em seu caminho pelo túnel tarsal.Esta síndrome é decorrente de situações que levam a um aumento de pressão no interior do túnel do tarso, como em casos de inflamação ou aumento dos tecidos moles ao redor do nervo tibial, como nos casos de sequelas de fraturas, cistos sinoviais, tumores, varizes e inchaço decorrente do diabetes.Clinicamente, os pacientes apresentam dor na sola do pé, comumente descrevendo-a como uma sensação de queimação ou de formigamento. Pode haver a intensificação dos sintomas durante a prática de exercícios físicos, quando em pé ou por andar por longo período de tempo. Os sintomas ficam mais brandos quando em repouso. Caso o quadro se agrave, pode haver fraqueza e atrofia do pé.O diagnóstico comumente é alcançado por meio do historio clínico e exame físico. Neste último, é possível perceber o sinal de Tinel positivo, que é uma sensação de choque ou formigamento que se estende por todo o pé, quando se pressiona o nervo no ponto de maior compressão. Exames imagiológicos podem apontar lesões osteoarticulares, juntamente com a eletroneuromiografia, que pode apontar a diminuição da velocidade de condução sensitiva através do tornozelo, confirmando o diagnóstico.O tratamento pode ser conservador ou cirúrgico, dependendo do quadro apresentado pelo paciente. No primeiro caso, pode ser recomendado o uso de anti-inflamatórios e repouso. Em casos de pacientes com pronação, podem ser utilizadas palmilhas ortopédicas. Fisioterapia também pode ser útil no tratamento desta síndrome. Além disso, injeção de cortisona pode auxiliar no alívio temporário dos sintomas. Caso o tratamento não cirúrgico não resolva o problema, deve-se partir para a cirurgia. Este procedimento visa liberar o retináculo flexor.Fontes:http://www.ceo-ortopedia.com.br/sindrome_tunel_tarso.pdfhttp://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/reumato/tarso1.htmhttp://www.nervus.com.br/o-que-tratamos/compressao-do-nervo-tibial-no-tornozelo-sindrome-do-tunel-do-tarso/