Síndrome de van der Woude Brasília, DF

Informações sobre Síndrome de van der Woude em Brasília. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Síndrome de van der Woude e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Brasília.

Climed Clínica Médica Especializada
(61) 3321-2229
SRTVS 111 qd 701
Brasília, DF
 
Clínica Pop
(61) 3223-8047
CLS 304 BL A lj 36
Brasília, DF
 
Márcio Nunes de Carvalho
(61) 3245-4683
SHLS CJ B bl F s 604
Brasília, DF
 
Icb - Instituto de Colo Proctologia de Brasília
(61) 3245-5115
SEPS 714/914 s 504
Brasília, DF
 
Carlos César Mesquita Schleicher
(61) 3965-4447
SHS Q 6 BL C s 210
Brasília, DF
 
Tip Clínica
(61) 3443-0585
SEPS 709/909 bl F s 204
Brasília, DF
 
Clínica São Bento Atendimento Médico
(61) 3244-4700
SGAS 910 CJ B bl E s 33
Brasília, DF
 
Ivan Ribeiro
(61) 3245-3390
SHLS CJ B bl E s 208
Brasília, DF
 
W R Neurologia
(61) 3346-9102
SHLS CJ L s 207 tor 02
Brasília, DF
 
Jussara Venturini Cirurgias Plásticas
(61) 3443-2386
SGAS 910 CJ B bl F s 207
Brasília, DF
 

Síndrome de van der Woude

A síndrome de van der Woude trata-se de uma desordem genética, caracterizada pela presença de fendas labiais, lábio-palatinas ou somente palatinas. Foi descrita primeiramente por Anne van der Woude, no ano de 1954.Este transtorno genético é autossômico dominante, ou seja, um indivíduo que possui o gene tem 50% de chance de transmiti-lo aos seus descendentes. A maior parte dos casos desta síndrome decorrem de uma mutação no gene IRF6, mais especificamente no cromossomo 1, na região 1p32-p41. Menos comumente, pode ser resultante de uma mutação no gene WDR65, na região 1p34.Estima-se que as fendas orofaciais afetem 1 em cada 500 a 1.000 nascidos vivos, sendo que existem mais de 400 síndromes que envolvem o aparecimento de lábio leporino com ou sem fenda palatina.Esta síndrome distingue-se de outras devido à combinação de fenda labial e palatina e fenda palatina isolada dentro da mesma família. Além disso, em associação com as fendas lábio-palatinas, o paciente pode apresentar hipodontia, palato estreito, doença cardíaca congênita, sopro cardíaco, alterações neurológicas, sindactilia nas mãos, anquiloglossia, politelia, aderência entre as almofadas gengivais superior e inferior.O diagnóstico clínico é feito com base nas fendas orofaciais e sulcos labiais, especialmente quando associados coma as outras manifestações clínicas anteriormente descritas.As alterações lábio-palatinas ou somente palatinas podem ser resolvidas por meio de cirurgia corretiva.Fontes:http://genoma.ib.usp.br/?page_id=926http://www.linharara.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=111&Itemid=41http://en.wikipedia.org/wiki/Van_der_Woude_syndrome