Síndrome da Transfusão Intergemelar Redenção PA

Informações sobre Síndrome da Transfusão Intergemelar em Redenção. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Síndrome da Transfusão Intergemelar e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Redenção.

Clínica de Diagnósticos
(94) 3424-1160
Avenida Santa Tereza 601
Redenção, Pará
 
Hospital Santa Mônica
(94) 3424-1229
Rua São Felix do Xingu 744
Redenção, Pará
 
Hospital São Vicente
(94) 3424-0947
Avenida Santa Tereza 601
Redenção, Pará
 
Clínica João Paulo I
(91) 3468-1318
Tv Vinte E Três de Dezembro 1195
Capitão Poço, Pará
 
Núcleo de Medicina Popular
(91) 3235-5243
Rua Osvaldo Cruz 388
Ananindeua, Pará
 
Hospital São Lucas
(94) 3424-1280
Avenida Gomes do Val 2753
Redenção, Pará
 
Hospital Doutora Iraci Araújo
(94) 3424-1537
Avenida Carlos Ribeiro
Redenção, Pará
 
Specialite Saúde Oral
(91) 3242-5880
Rua Diogo Móia 295
Belém, Pará
 
Clínica Laércio Esteves
(91) 3246-0823
Tv Humaitá 1019
Belém, Pará
 
Intervida
(91) 3366-6666
Tv Dom Pedro I 1016
Belém, Pará
 

Síndrome da Transfusão Intergemelar

A síndrome da transfusão intergemelar, também denominada transfusão entre gêmeos, transfusão feto-feto, transfusão gemelo-gemelar ou síndrome transfusor-transfundido, trata-se de uma condição na qual o sangue passa de forma desigual entre gêmeos idênticos que compartilham uma placenta (monocoriônicos).No interior da placenta compartilhada, há vasos sanguíneos que ligam o fornecimento de sangue entre ambos os fetos, permitindo que o sangue flua entre os gêmeos.Entre 10 a 20% das gestações gemelares em que há compartilhamento de placenta, o fluxo sanguíneo torna-se desequilibrado, resultando nesta condição.Nesta síndrome há o bombeamento de sangue do menor feto (doador) para o maior feto (receptor), fazendo com que este receba muito mais sangue do que aquele. Desta forma, o feto receptor, que recebe mais sangue, produz mais urina, podendo resultar em uma bexiga maior, excesso de líquido amniótico (polidrâmnio) e hidropsia, uma forma pré-natal de insuficiência cardíaca. Sendo assim, a escassez ou o excesso de sangue pode levar à morte de ambos os fetos ou ao parto prematuro.É de extrema importância que o médico que está acompanhando gestações monocoriônicas fique atento à presença de excesso de líquido no saco amniótico de um dos fetos e redução desse líquido no saco amniótico do outro, durante os exames ultrassonográficos.Na ausência de tratamento, as chances de sobrevivência são de apenas 10%, sendo que com o tratamento, as chances aumentam para 80%.Atualmente, são realizadas duas formas de tratamento:Amniodrenagem seriada: remoção do líquido amniótico que está sendo produzido em excesso pelo feto receptor.Fetoscopia com coagulação a laser dos vasos placentários, sendo esta forma de tratamento considerada, desde 2004, o tratamento de eleição.Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_da_transfus%C3%A3o_intergemelarhttp://www.cincinnatichildrens.org/service/f/fetal-care/conditions/ttts/default/