Síndrome Paraneoplásica Campos Novos SC

Informações sobre Síndrome Paraneoplásica em Campos Novos. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Síndrome Paraneoplásica e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Campos Novos.

Cleia Esteves Malcorra
(49) 3541-1035
Rua Coronel Lucidoro 1026
Campos Novos, Santa Catarina
 
Unimed Campos Novos
(49) 3544-0037
Rua Benjamin Constant
Campos Novos, Santa Catarina
 
Hospital Doutor José Athanásio
(49) 3541-0700
Rua Nereu Ramos 379
Campos Novos, Santa Catarina
 
Hospital Rural Nossa Senhora de Fátima
(49) 3542-1111
Rua S José 363
Erval Velho, Santa Catarina
 
Clínica São Luís
(48) 3346-0090
Rua Paulino Pedro Hermes 2427
São José, Santa Catarina
 
Clomar F Nilani
(49) 3544-0379
Rua Coronel Farrapo 555 s 1
Campos Novos, Santa Catarina
 
Hospital e Maternidade Santa Brígida
(49) 3541-0111
Avenida Caetano Belincanta Neto 947
Campos Novos, Santa Catarina
 
Fundação Hospitalar Dr José Athanazio
(49) 3541-1825
Rua Nereu Ramos 379
Campos Novos, Santa Catarina
 
Clínica São Lucas
(48) 3265-0300
Rua João José Dias Júnior 2
São João Batista, Santa Catarina
 
Clínica Dermavitae
(48) 3207-2740
Rua Professor Herminio Jacques 122 - 1
Florianópolis, Santa Catarina
 

Síndrome Paraneoplásica

A síndrome paraneoplásica consiste em um conjunto de sinais e sintomas, que precedem ou que ocorrem simultaneamente com a presença de uma neoplasia no organismo, não estando relacionada à metástase. O responsável por esta síndrome são os fatores humorais excretados por células tumorais ou por uma resposta à neoplasia.Ocorre mais comumente em indivíduos de meia-idade e idosos, sendo mais observada em pacientes que possuem câncer de pulmão, ovário, linfoma ou de mama.A sintomatologia neurológica habitualmente se desenvolve ao longo de alguns dias ou semanas e costuma manifestar-se antes da descoberta do tumor. As manifestações clínicas incluem dificuldade de deglutição e deambulação, perda do tônus muscular, perda da coordenação motora fina, fala arrastada, perda de memória, problemas de visão, distúrbios do sono, demência, convulsões, perda de sensibilidade nos membros e tontura.Esta síndrome pode dividir-se em quatro categorias principais, que são:Endócrina;Neurológica;Mucocutânea;Hematológica.Além disso, existem outros casos que não se encaixam em nenhuma das categorias anteriormente citadas.O diagnóstico é feito por meio de uma investigação minuciosa, que envolve exames laboratoriais com o intuito de investigar anticorpos paraneoplásicos, ressonância magnética e análise do líquido cefalorraquidiano. Testes de neurofisiologia clínica raramente são úteis para o diagnóstico. Além disso, é necessário fazer o diagnóstico diferencial.Quando existente, é feito primeiramente o tratamento da neoplasia, com posterior tentativa de diminuição da resposta auto-imune, por meio da administração de cortisona ou prednisona, de imunoglobulina intravenosa, ou por irradiação. Além disso, pode ser realizada a plasmaferese, que pode auxiliar no alívio dos sintomas em indivíduos com a síndrome paraneoplásica afetando o sistema nervoso periférico. Fisioterapia e fonoaudiologia ajudam os pacientes a recuperarem algumas funções.Fontes:http://en.wikipedia.org/wiki/Paraneoplastic_syndromehttp://www.ninds.nih.gov/disorders/paraneoplastic/paraneoplastic.htmhttp://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2931619/