Quiropráticos Conceição do Jacuípe BA

Encontre Quiropráticos em Conceição do Jacuípe. Conheça as clínicas especializadas desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Bem Viver Terapia Complementares
(75) 3623-0445
Rua Estrela Cadente 139
Feira de Santana, Bahia
 
Marbele Santos Guimaraes
(75) 3223-5029
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Bruno Cunha Pires
(75) 3223-5029
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Centro de Quiropraxia Grega
(71) 3237-3893
Avenida Reitor Miguel Calmon 1210 - 8 s 802
Salvador, Bahia
 
Tassia Nardin Rossi
(71) 3261-7799
Avenida Oceânica 3731
Salvador, Bahia
 
Clínica São Miguel
(75) 3623-4486
Rua Castro Alves 1554
Feira de Santana, Bahia
 
Lucio Couto de Oliveira Junior
(75) 3614-7368
Av. Getúlio Vargas 1186
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Joaquim Osorio Lacerda Brandao
(75) 3616-8000
Avenida Getulio Vargas 1186
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Idevaldo Marques - Anq 275-07
(71) 3624-1281
Avenida Reitor Miguel Calmon, 1210 - 8º s 802 Centro Médico do Vale
Salvador, Bahia
 
Marcos Ornelas Palmeira
(71) 3451-4647
Avenida Praia de Itapuã
Salvador, Bahia
 
Dados Divulgados por

Quiropráticos

O Quiroprático trata subluxacções do sistema musculo-esquelético ajustando as articulações e os músculos da coluna vertebral, braços e pernas, com as suas mãos sem utilizar medicamentos. Juntamente com os médicos, os quiropráticos fazem parte do Serviço de Segurança Social nos Estados Unidos. Ambos tratam doenças que são originadas alterações funcionais. Se sofre de dores e acredita que o tratamento quiroprático o ajudará não deixe de consultar um quiroprático. Se depois de um exame exaustivo o quiroprático chega à conclusão de que o seu problema não pode ser resolvido com o tratamento quiroprático e acredita que outro tipo de tratamento o irá melhorar, aconselhá-lo-á a dirigir-se a outro profissional de saúde, a um médico, a um hospital, ou a um dentista.

1. Tensão muscular e o seu bemestar.

Quando se sente doente, os músculos ficam tensos. As articulações endurecem e a função normal dos nervos que formam a corda espinal entre as vértebras está perturbada. Trata-se de um processo auto-reforçado causando ainda maior tensão muscular, conduzindo, assim a um círculo vicioso que frequentemente não é quebrado até que o tratamento de Quiroprática nos músculos e articulações seja iniciado. Depois do tratamento, as suas costas sentir-se-ão mais livres e mais flexíveis, e os músculos sentir-se-ão relaxados. O seu bem-estar aumentará consideravelmente.


2. A Tarefa do seu quiroprático

?Causa
?Diagnóstico
?Tratamento
?Inspeção
?Complicações
?Prevenção
É:
-Localizar disfunções nas articulações e músculos do corpo;
-Diagnosticar doenças e pesar os prós e contras de vários métodos possíveis de tratamento;
-Restabelecer a função normal, se for possível, através da Quiroprática ou indicar ao paciente outro método de tratamento, por exemplo, para o seu médico de família;
-Recorrer ao aconselhamento para prevenir novas sub-luxações que possam surgir, possivelmente combinado com um programa de exercício ou de treino;
-Levar a cabo pesquisas de disfunções dos mecanismos do corpo.

2.1. Causa
O objectivo principal do Quiroprático é encontrar a causa da disfunção e determinar a sua origem.
Ele explicar-lhe-á a causa da desordem e para fazer um diagnóstico adequado
pode ter que fazer algumas perguntas sobre o seu historial médico
sobre acidentes que tenha sofrido
a sua posição de trabalho quotidiana
saúde geral da sua família
e assuntos mais pessoais
Todos os Quiropráticos fizeram um juramento de sigilo profissional.


2.2 Diagnóstico

O exame clínico do Quiroprático inclui testes nas várias articulações e músculos podendo também incluir um exame dos reflexos do sistema nervoso, pulsação, tensão arterial, coração e pulmões e possivelmente um teste de urina.




Inspecção

O que o Quiroprático pode ver:



Palpação

O que o Quiroprático pode sentir




Radiografia – Raios X

A palpação pode ser estática (onde o paciente não será movido) ou dinâmica (onde o paciente será movido).

O propósito principal de palpação estática é determinar a consistência e posição das articulações e músculos.

A palpação dinâmica revela a extensão de, ou limitações para, movimentos nas articulações examinadas.

Quando o quiroprático achar apropriado, fará um exame de Raios X. Esta radiografia do pescoço vista de lado, mostra uma fusão congénita da 2ª e 3ª vértebra, um possível disco degenerado entre as 3ª e 4ª vértebras e falta de curvatura dianteira



2. 2.3 Tratamento

aliviada através da Quiroprática, ele aconselhará um tratamento contínuo.


Se achar que a sua situação poderá melhorar com outro tratamento paralelo, em vez de Quiroprática, será informado.


O Quiroprático trata as articulações e músculos através de ajustamentos, com aplicações leves ou rápidas de pressão, tendo como objectivo restabelecer mobilidade para as articulações. As articulações podem ser distendidas ligeiramente e os músculos também podem ser tratados aplicando várias formas de pressão sobre eles.


O tratamento de Quiroprática normalmente é indolor e muito relaxante. Qualquer fadiga que sentir depois dos primeiros tratamentos poderá ser um sinal do seu corpo, em que precisa de descanso. Também poderá sentir algumas dores musculares semelhante às de quando faz exercício físico depois de um longo período de inatividade. Esta é uma reação muito natural.

Dependendo da extensão da função anormal, o tratamento pode consistir em algumas sessões ou em sessões continuadas. Também pode haver intervalos menores ou maiores entre sessões, tudo dependendo da natureza de sua doença.


Basicamente, quanto mais cedo for tratado melhor, e quanto mais rapidamente melhorar, menos sessões serão necessárias.


Tal como a palpação, o exame de Raios-X pode ser estático, dinâmico, ou ambos. Normalmente é estático (sem mover o paciente). Serão tiradas Radiografias de frente e de lado.

Num exame dinâmico, tira-se uma radiografia de uma parte da coluna vertebral em duas posições diferentes, por exemplo, primeiro com a cabeça dobrada para diante e depois para trás. A comparação das radiografias revelará a extensão da mobilidade das articulações.




2.4 Complicações



As complicações podem surgir em qualquer tipo de tratamento efectuado. Porém anos de experiência, mostraram que estas complicações são extremamente raras num tratamento de Quiroprática. .




2.5 Prevenção

Assim que o diagnostico for feito e o tratamento iniciado, serão tomadas medidas preventivas para evitar uma recaída.

As medidas preventivas podem consistir numa ou mais das seguintes situações:

-Conselhos;
Treinos e exercício dorsais;
Exames regulares.

Podem ser dados conselhos das melhores formas para:
-Se sentar correctamente;
-Se deitar e se levantar;
-Levantar e carregar pesos;
-Tossir e espirrar;
- Lidar com o stress;
- Comer uma dieta equilibrada;
- etc.

E conselhos para evitar:
Movimentos desiguais;
Posições incorrectas de trabalho;
Gripes e constipações;

Pode não ser possível o restabelecimento total do estado, mas o conhecimento de como se cuidar na vida quotidiana reduzirá o risco de uma recaída.


O Quiroprático aconselha-lo-á sobre exercícios dorsais, por exemplo, como distender e fortalecer as costas e soltar as articulações. Estes exercícios são um complemento importante ao tratamento da Quiroprática, e é importante saber quais os exercícios benéficos e os que devem ser evitados. É importante fazer exercícios correctamente. O seu treino e exercício dorsal não só é preventivo, mas também pode restabelecer a sua saúde.


Alguns Quiropráticos têm os seus próprios centros para exercícios onde podem trabalhar as articulações fracas bem como os músculos, com o auxilio de especialista. O treino intensivo pode trazer melhoras consideráveis aos pacientes que sofram de dores dorsais reincidentes ou dores crónicas no seu quotidiano. Por outro lado, o facto do Quiroprático o conhecer e assistir de perto ao seu treino melhorará a sua condição assegurando o melhor tratamento possível. Em muitos casos uma doença pode-se desenvolve-se num longo período de tempo - meses, ou até mesmo anos antes dos sintomas o alertarem sobre isto. O tratamento da Quiroprática pode melhorar este tipo de situação. Mas na maioria dos casos o problema voltará se o tratamento parar assim que os sintomas desaparecerem. Para prevenir que ocorram disfunções recorrentes, o intervalo de tempo é aumentado entre sessões de tratamento e o número de sessões pode ser reduzido em função da melhoria da situação. Por fim, é necessário de vez em qundo ter uma consulta de rotina afim de prevenir qualquer problema que se pode ter desenvolvido nos músculos e articulações. Como todos nós sabemos, a prevenção é mais fácil que a cura.





3. A Sociedade e Quiroprática.



As disfunções mecânicas do corpo são principalmente um problema para o sofrimento da pessoa, deteriorando a qualidade de vida e por conseguinte bons anos de vida. É, de facto um problema enorme para a sociedade. É a razão principal de reforma antecipada e baixas de longo prazo. Cerca de 45 % dos adultos dinamarqueses tiveram algumas dores nas partes mecânicas do corpo nos últimos 14 dias. Os custos estimam-se em 13 a 15 biliões DKK em tratamentos, seguro social, etc.
Desde o final dos anos 70 um número ascendente de estudos científicos confirmou, o que os Quiroprático e pacientes de Quiroprática experimentaram durante os anos.
Um estudo doutoral suíço mostra os resultados do tratamento da Quiroprática realizados em 400 pacientes. 87% mostram resultados totalmente positivos ou melhorados. 9 % mostram um resultado nulo e os últimos 4 % não responderam. 24 % dos pacientes estavam diariamente sobre medicação antes de virem a um Quiroprático. Depois do tratamento o número caiu abaixo dos 2%.
«Manual Medicine», um exame holandês publicado em 1991, descreve como 634 empregados da Phillips que tinham estado ausentes devido a doenças foram divididos em dois grupos iguais. Um grupo recebeu o tratamento de Quiroprática e o outro grupo não recebeu nenhum tratamento, ou recebeu um tipo diferente de tratamento. Os que receberam tratamento de Quiroprática tiveram um absentismo inferior a 38 % relativamente aos que receberam um tratamento diferente.
Há experiências clínicas e documentação de que o tratamento de Quiroprática tem um papel importante relativo a tratamentos de problemas mecânicos do corpo.




5. Quem pode ser ajudado?



Se o diagnóstico feito pelo Quiroprático mostrar, que o problema é satisfatório com o tratamento de Quiroprática, o paciente pode se ajudado independentemente da idade. A idade não importa, excepto o facto de que é mais fácil uma pessoa jovem recuperar. O método de tratamento varia bastante dependendo da idade, saúde e problema do paciente.
Devemos perceber que o resultado do tratamento de Quiroprática não é uma alternativa. A maioria dos pacientes recupera. Outros não recuperam completamente, mas a dor que eles sentem, pode ser aliviada e a sua qualidade de vida pode ser melhorada até certo ponto, através do tratamento de Quiroprática.




4.Como funcionam as articulações e os músculos.

Se houver um desequilíbrio na relação entre a posição e o movimento das vértebras, conduz a uma tensão anormal dos ligamentos e discos intervertebrais. A tensão aumenta nos músculos, e pode causar nos tecidos circunvizinhos inflamação e inchaço. Por conseguinte haverá uma irritação ao nível dos nervos.



Os nervos transmitem impulsos vitais para o cérebro e deste para o resto do corpo. Se os nervos estão irritados, então deixam a espinal medula e atravessam aberturas da espinha, um lugar muito vulnerável.



Um sintoma é criado quando há um desvio do modo normal que o cérebro e corpo se coordenam.




Os Sintomas podem ser experimentados quer numa área específica dorsal, quer numa parte mais distante de corpo que está interligado ao nervo irritado.
Se por exemplo um nervo na parte mais baixa do pescoço está irritado, a dor pode acontecer nessa mesma área, localmente ou nas partes do ombro ou braço interligadas ao nervo - além das dores aparecem sensações de formigueiro ou espinhosa, calor, tiritar ou força reduzida nos musculos.
Quando um nervo que tem origem nas vértebras do tórax está irritado, os sintomas também podem surgir. Alguns destes sintomas são como uma sensação incomodativa que acontece localmente. Outro sintoma parece ter origem num órgão interno. É possível sentir uma dor que é semelhante à dor que acontece quando se sofre de uma pedra de rim ou de apendicite.
Esses tipos de problemas podem ser tratados pelo Quiroprático, se a causa da dor tem origem nas disfunções da parte mecânica de corpo, não se a sua origem vem de uma doença de um órgão interno.
Problemas que acontecem na zona dos rins nem sempre resultam localmente em dor, mas frequentemente é sentido como uma dor nas virilhas, nádegas, ou pernas. Pode ser sentida num só lado, ou em ambos os lados ao mesmo tempo.




6. O que trata o Quiroprático?

Dores nos rins
Ciática
Hérnias Discais
Cóccix
O Pescoço
Enxaqueca
As Costelas e a parte da coluna adjacente ao tórax
Braços e Pernas
O Ombro
O Cotovelo
O Pulso, Mão e Dedos
Osteoartrite
O Joelho
O Tornozelo
Os Pés
Órgãos Internos
Toda a doença que é causada através de disfunções nas articulações e músculos das partes mecânicas de corpo.

Eis a seguir uma descrição breve das doenças mais comuns, onde poderá ser alcançado um bom resultado através de tratamento de Quiroprática.



6.1 Dores nos rins

Mais de metade dos pacientes de Quiroprática tem problemas nos rins. Pacientes estes, de todas as classes sociais, masculinos ou femininos.
80% da população adulta sentirá alguma vez dor nos rins, a maioria deles entre os 25 a 60 anos de idade. Um quarto, no grupo dos 6 aos13 anos, e a um terço no grupo entre os 14-18 anos, se aplicam esses mesmos factos. O problema não acontece muito frequentemente entre pessoas idosas.
A razão especial pelo qual os rins causam tantos problemas, é que é exposto a uma grande tensão - o peso do corpo - e o facto de ser muito flexível.
Lumbago resulta em dor, rigidez, curvatura da coluna.
Acontece frequentemente em relação a uma tensão física, tosse, espirros ou movimentos súbitos. A pessoa está particularmente exposta quando conduz um carro, trabalha numa posição inadequada, ergue coisas pesadas repetidamente ou sendo exposto a vibrações.
O mesmo acontece a uma pessoa com músculos fracos ou com uma condição ruim.

6.2 Ciática

O nervo da ciática é o nervo maior do corpo. É praticamente do mesmo tamanho dum dedo pequeno. A ciática tem origem neste nervo e é uma doença que causa dor na área da parte mais baixa das costas. Esta dor radia para uma, e por vezes para ambas as pernas ao longo do nervo da ciática. A dor é sentida na parte de trás da coxa, nos rins, no calcanhar ou no dedo grande do pé. É muito característico que a perna não possa ser elevada sem dor.
A Quiroprática é considerada um modo muito eficiente para tratar dores nos rins, com ou sem sintomas de ciática.

6.3 Hérnias Discais

Uma hérnia discal aparece principalmente na zona dos rins, ou melhor na zona lombar, menos frequentemente no pescoço e raramente nas vértebras do tórax.
Uma pessoa com uma hérnia discal não sofre necessariamente de dor. De facto 40% da população com idade superior a 40 anos sofre de hérnia discal sem dar por isso, e na idade dos 75 anos, a mesma coisa se aplica a 80% da população. É possível sentir uma dor lombar e ser hérnia discal, embora a dor não tenha origem nos discos que deslizam.
Depois de uma cirurgia a hérnia discal, certos problemas podem surgir, que, nalguns casos, poderão ser aliviados através dos ajustamentos de Quiroprática.



6.4 Cóccix

Uma dor no cóccix situada no ultimo osso do fundo da espinha é principalmente causada por:
Uma queda de costas.
Problemas que acontecem nos rins/zona lombar da coluna ou na articulação do sacro-ilíaco.
Uma causa de tensão no parto.
Da mesma forma que problemas nos rins podem causar dor no cóccix, o oposto pode acontecer, e neste caso está onde a causa da dor nos rins deverá ser encontrada. A parte mais baixa da extensão da corda espinhal é prendida ao cóccix. Tensões na corda espinhal causadas por problemas no cóccix, também podem resultar em sintomas noutras áreas, tão longe quanto a cabeça e pescoço.



6.5 O Pescoço

A razão pela qual o pescoço causa frequentemente problemas, é que ambos são delicados e também muito flexíveis.
3% da população adulta, dentro da última quinzena, sofreu de problemas no pescoço e ombros. O segundo dos sintomas mais importantes que ocorrem nas costas - além de dor nos rins - são problemas no pescoço.
Disfunções no pescoço podem conduzir a, por exemplo, dor no pescoço, enxaqueca, sintomas nas mãos, sintomas no pulso, sintomas nas articulações das mãos, dor nos braços, cotovelos, ombros, omoplatas ou a parte superior das vértebras do tórax.
Entre as causas mais comuns é, uma repetição frequente do mesmo movimento ou trabalhar num período longo de tempo sem parar ou uma mudança de posição. Mas factores como baixas temperaturas e tensão física também podem influenciar
Tensão física é uma outra causa importante, por exemplo, hiper-extenção e hiper-flexão do pescoço. Este tipo de dano envolve um movimento súbito da cabeça, primeiro numa direcção, e depois na direcção oposta.
O tratamento de Quiroprática no pescoço tem um efeito relaxante nos músculos daquela área e solta as articulações. Deste modo podem ser curadas várias doenças que têm origem nesta área.




6.6 Enxaqueca

A Enxaqueca não é uma doença, mas um sintoma que indica que algo está errado. Normalmente há muitas causas que provocam uma enxaqueca. Costuma ser um músculo e/ou um problema em comum que se torna a “ultima gota e que faz transbordar o “copo”. Quando sente dor, fica tenso. As articulações endurecem. Isto agravará a dor, e começa um círculo vicioso.
3% da população sofre de enxaqueca diariamente, e aproximadamente 10% da população pelo menos uma vez por semana. 50% destas pessoas sofrem de enxaqueca causadas pelo stress. Enxaqueca é a causa mais comum que motiva os pacientes a consultarem um médico. No Quiroprático, estão 10% dos pacientes, principalmente por sofrerem de enxaqueca.
A primeira etapa que o Quiroprático faz, antes de decidir se é possível a ajuda a um paciente com enxaquecas, é examinar se existem outras causas subjacentes. Se não for o caso, e o Quiroprático puder relacionar a enxaqueca com a articulação - ou problemas musculares, então existem soluções.

Por exemplo:

O modo como as articulações da mandíbula se movem depende do modo como o pescoço funciona e vice-versa. Este tipo de articulação - ou problemas musculares podem, entre outras coisas, também causar enxaquecas.



6.7 As Costelas e a parte da coluna adjacente ao tórax

A dor na parte da coluna adjacente ao tórax aparece com menos frequência do que dores na cervical. Isto é devido ao efeito estabilizador que as costelas têm na coluna.
A dor é causada por, por exemplo, um movimento errado ou uma posição de trabalho inadequada.
Esses músculos que estão ligados aos braços também podem causar alguma dor no meio das costas, se



6.8 Braços e Pernas

Embora o Quiroprático trate disfunções de todas as articulações e músculos do corpo, a maioria dos tratamentos concentra-se nas articulações e músculos das costas ou do quadril. Os Tratamentos de Quiroprática noutras articulações do corpo são dirigidos para os problemas causados por essas partes das costas e quadril que podem influenciar aquela articulação em particular.
A seguir, alguns desses problemas serão mencionados

6.9 O Ombro

Os problemas que aparecem nos ombros resultam frequentemente em mobilidade reduzida, pode ser difícil levantar o braço para uma posição horizontal ou pôr a mão atrás do pescoço. O problema mais comum é vestir ou despir o casaco. Os problemas no ombro causados devido a disfunções no ombro e/ou essa parte das costas, onde o ombro está ligado ao sistema nervoso, podem ser tratados pelo Quiroprático



6.10 O Cotovelo

Os praticantes de ténis ou golfe poderão sofrer de problemas no cotovelo devido ao esforço praticado. Mas também podem aparecer tipos diferentes de tensão no cotovelo. Os ligamentos cansados e a inserção dos músculos curarão mais rapidamente quando as superfícies da articulação depois do tratamento, sejam colocadas na posição correcta e reterem a mobilidade

6.11 O Pulso, Mão e Dedos

Quando o pulso está cansado, pode surgir uma sensação de dor nas mãos e espalhar-se até aos cotovelos. A tentativa de prevenir uma queda protegendo-se com a mão, pode causar o problema. Uma tensão das articulações nos dedos também pode causar dor e dureza.



6.12 Osteoartrite

Um paciente que sofre de osteoartrite é-lhe muitas vezes dito, que esta é uma doença em que nada pode ser feito. " É uma condição em que o paciente tem de aprender viver ". É verdade que a Osteoartrite não pode ser curada. Porém, a experiência mostra que a dor pode ser aliviada, e nalguns casos pode mesmo desaparecer. Tudo depende do estado da articulação e da sua localização.

6.13 O Joelho

O Dano no joelho é frequentemente causado por um deslocamento de uma das duas folhas de cartilagem situadas no joelho, ou de uma compressão. Este tipo de dano no joelho é tratado normalmente pelo Quiroprático com um bom resultado. Danos nos joelhos são normalmente associados a lesões desportivas.
60% de todos os danos no futebol acontecem no joelho. Uma dor afiada normalmente aparece debaixo da rótula.



6.14 O Tornozelo

Um tornozelo deslocado em circunstâncias normais recupera por si só, mas a recuperação pode ser acelerada, se o tornozelo for tratado o mais cedo possível. Isto pode reduzir o risco de ligamentos estirados. O gelo é aconselhável quando um deslocamento acontece, e não deve ser removido até que o inchaço reduza.
Em casos moderados o uso do gelo é suficiente. Mas em casos mais severos pode ser necessário um tratamento de Quiroprática ou outro.


6.15 Os Pés

Diariamente os pés sofrem quantidades de tensões. Em particular quando ligados a vários tipos de desportos. Durante a corrida, os pés são expostos a 3 vezes o peso do corpo, e até mesmo mais quando se corre num país montanhoso ou em declive! Frequentemente resulta um fecho de uma das 27 articulações no pé. Uma disfunção do pé pode causar a perda de equilíbrio no corpo, e ocasionar problemas nos joelhos, quadris ou costas. Muito destes problemas podem ser aliviados através do tratamento de Quiroprática.



6.16 Órgãos Internos

O Quiroprático trata desordens esqueleto-musculares e esses sintomas podem ocorrer por conseguinte como resultado dessas desordens.
Baseado em experiência é sabido que, sintomas de asma entre crianças podem ser aliviados através de tratamento de Quiroprática quando as funções normais das articulações e músculos são restabelecidas. Aplica-se às crianças que, num universo menor, têm sofrido de asma numa tenra idade. Uma pesquisa feita na Dinamarca mostra que os pais, de 92% das crianças asmáticas que tinham recebido tratamento de Quiroprática, declararam-se satisfeitos.
Outra pesquisa dinamarquesa em tratamento de Quiroprática realizada em crianças que sofrem de cólicas, mostrou uma redução nos ataques. Num intervalo de 15 dias a média passou de 5 horas para 40 minutos. Quando questionados quatro semanas depois 94% dos pais consideraram o tratamento um sucesso.
Por vezes a dor sentida com origem no coração, pulmões, estômago ou outros órgãos internos, vêm de problemas com as partes mecânicas do corpo, e podem ser aliviadas através de tratamento de quiroprática