Obstetra Conceição do Jacuípe BA

Obstetra em Conceição do Jacuípe. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Giovana Muniz Ferreira
(75) 2101-2600
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Kleber de Oliveira Ramos
(75) 3223-3734
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Marieta M de Menezes
(75) 3623-0236
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Valcy Ribeiro
(75) 3602-4138
Av Getulio Vargas 844 - Ed Meddi 6 Andar
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Ilza Maria da Silva
(75) 2101-2600
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Mercia Maria de Almeida Marinho
(75) 2101-2600
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Rita de Cassia A de Almeida
(75) 2101-4400
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Nubia Fatima Almeida
(75) 2102-3000
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Maria Elizabeth Gadas
(75) 3221-6571
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Liana Rangel de Moura Santos
(75) 2101-2600
Feira de Santana, Bahia
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Obstetra

A obstetrícia é o ramo da medicina que estuda a reprodução na mulher. Investiga a gestação, o parto e o puerpério nos seus aspectos fisiológicos e patológicos. O obstetra é o médico especialista que cuida do desenvolvimento do feto, além de prestar assistência à mulher nos períodos da gravidez e pós-parto (puerpério).


O que é a mamografia?
É um tipo de exame específico de mamas, que utiliza raios-x para produzir as imagens. O sucesso no tratamento do câncer de mama está diretamente ligado ao diagnóstico precoce de pequenos tumores. Por isso, são recomendados exames periódicos anuais a partir dos 40 anos. Mulheres com parentes diretos com a doença e aquelas que já tiveram um câncer de mama devem verificar com o médico a necessidade de exames com maior frequência, mesmo antes dos 40.

O exame é dolorido?
Dependendo da sensibilidade de cada paciente, o exame pode ser desconfortável. O paciente sentirá um pouco de pressão quando as mamas forem apertadas entre os dois pratos para as radiografias, mas essa compressão exercida pelo equipamento não causa nenhum dano a mama. O procedimento geralmente leva só alguns minutos e normalmente não é doloroso. Cada posição para fazer a radiografia requer alguns segundos.

Para que servem os exames?
Os exames são usados para o diagnóstico de doenças mamárias, mesmo em mulheres que não sintam nada nas mamas. Mas lembre-se de que este exame nem sempre é suficiente para se afirmar a presença de uma lesão mamária, havendo então a necessidade da ultra-sonografia ou mesmo ressonância das mamas.

Existe algum risco?
Não há nenhum risco significativo conhecido do mamograma se for seguido o protocolo habitual. As doses de radiação são menores do que as recebidas no dia a dia em 3 meses, mas em todo caso, lembre-se de sempre discutir qualquer preocupação que possa ter com seu médico

Como são feitos?
A mama é posicionada no aparelho e comprimida por alguns instantes para que sejam feitas as radiografias. Feita a radiografia, esta será levada ao médico radiologista que a estudará. Eventualmente estas radiografias podem ser feitas em outras posições, isso não significa que algo está errado e sim que o médico está fazendo um complemento do estudo.

Quais as dificuldades encontradas?
O exame pode ser dificultado por próteses de silicone e por mamas densas. Esteja seguro que suas axilas e tórax estejam limpos. Não use qualquer desodorizante ou perfumes no dia do exame. Estes produtos podem dificultar a interpretação do exame.