Nutrologia Tracuateua PA

Nutrologia em Tracuateua. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Hospital Geral de Bragança
(91) 3425-2162
Tv Aureliano Coelho 25
Bragança, Pará
 
Hospital Geral de Bragança
(91) 3425-1583
Tv Senador José Pinheiro 25
Bragança, Pará
 
Mario Durval Franco Ferreira
913-2492
Av Conselheiro Furtado 2391 - Sala 503/504
Belem, Pará
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Clínica Santa Maria
(94) 3346-1211
Rua Oito 164
Parauapebas, Pará
 
Medi Clínica
(93) 3522-5466
Tv Silvino Pinto 928
Santarém, Pará
 
Hospital Sto Antônio Maria Zac
(91) 3425-2177
Avenida Nazeazeno Ferreira
Bragança, Pará
 
Milena Coelho Fernandes Caldato
(91) 3246-3939
Tv. 09 - de Janeiro 456
Belem, Pará
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Nadia Costa de Miranda
Av. Generalissimo Deodoro 1674
Belem, Pará
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Centro de Defesa da Vida
(93) 3523-4708
Tv Professor Luís Barbosa 2007
Santarém, Pará
 
Cegimpa - Centro de Ginecologia e Mastologia do Pará
(91) 3226-4641
Rua Antônio Barreto 130 - 14 s 1408
Belém, Pará
 
Dados Divulgados por

Nutrologia

A Nutrologia é a especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia osbenefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, aplicando este conhecimento para a avaliação de nossas necessidades orgânicas, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso.

O acompanhamento do estado nutricional do paciente e a compreensão dafisiopatologia das doenças diretamente relacionadas aos nutrientes permitem ao nutrólogo atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável, com melhor qualidade de vida

A abrangência de atuação dos nutrólogos envolve:

♦ diagnosticar e tratar as doenças nutricionais (que incluem as doenças nutroneurometabólicas de alta prevalência nos dias de hoje como a obesidade, a hipertensão arterial e o diabetes mellitus), recorrendo à solicitação e avaliação de exames diagnósticos, quando necessário;

♦ identificar possíveis “erros” alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro nutricional do paciente, já que as interrelações entre nutrientes-nutrientes, nutrientes-medicamentos e de mecanismos regulatórios orgânicos são complexas;

♦ esclarecer ao paciente:

- que doenças nutricionais envolvem desde condições mais simples, como anemia ferropriva e carência de vitamina A, até condições mais complexas, como: obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus, vários tipos de câncer, anorexia nervosa, osteoporose, entre muitas outras;

- quais são as substâncias benéficas e maléficas presentes nos alimentos, de modo que ele mesmo saiba fazer as suas escolhas alimentares para viver mais e melhor;

- que a ingestão do nutriente não assegura o seu aproveitamento pelo organismo;

- que a informação nutricional se torna fundamental para a diminuição de riscos de doenças e promoção da saúde e bem-estar;

- que o seu comportamento alimentar – como a distribuição dos alimentos ao longo do dia e intervalos entre as refeições – assim como suas escolhas alimentares, influenciam os mecanismos regulatórios endógenos;

♦ propor ao paciente mudanças de hábitos de vida, em particular de hábitos dietéticos, que possam contribuir para a prevenção e tratamento de doenças, e, naturalmente, evitar a recorrência de quadros previamente tratados;

♦ enfatizar a necessidade de acompanhamento sistemático do estado nutricional através de uma avaliação periódica (check-up nutrológico) para permitir, inclusive, o diagnóstico precoce de possíveis desequilíbrios nutricionais;

♦ participar da composição da Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional para atendimento aos pacientes que necessitam de Nutrição Enteral ou Parenteral.

♦ estabelecer parcerias:

- com médicos de outras especialidades (como Endrocrinologia, Gastroenterologia, Cardiologia e Medicina Esportiva) e vários profissionais da área da Saúde (como nutricionistas, enfermeiros, psicoterapeutas e fisioterapeutas), compondo uma equipe multidisciplinar que possa atender melhor as necessidades do paciente;

- com a indústria alimentícia com a intenção de promover a inclusão cada vez maior de alimentos nutricionalmente mais adequados no mercado; além disso, ela possibilita a fortificação de alimentos com nutrientes de difícil reposição através da dieta e desenvolve produtos que podem ser usados tanto na prevenção como no tratamento de doenças;

- com a indústria farmacêutica, na busca contínua por avanços terapêuticos, em benefício dos pacientes;

♦ contribuir continuamente com o estudo do papel dos nutrientes em todas as fases da vida em prol de uma longevidade saudável.

Estabelecida a relação entre conhecimento e educação, sabemos que o verbo educar é originário do latim educare e quer dizer “extrair de dentro”. Segundo o filósofo Léon Denis, a “educação não se constitui em mero estabelecimento de informações, mas, sim, de se trabalhar as potencialidades interiores do ser a fim de que floresçam”. E florescer, em termos de alimentação, é descobrir o prazer de se alimentar saudavelmente. Esta é a essência da proposta da Nutrologia.

Nota – Nutrientes são os componentes dos alimentos, como carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, indispensáveis para a realização de nossas funções vitais.