Mielofibrose idiopática Arapiraca, Alagoas

Informações sobre Mielofibrose idiopática em Arapiraca. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Mielofibrose idiopática e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Arapiraca.

Clínica Imagem
(82) 3521-6192
Rua São Domingos 115
Arapiraca, Alagoas
 
Clínica Ciam
(82) 3522-2533
Avenida Pedro Leão 119
Arapiraca, Alagoas
 
Vaccini Clínica de Vacinação
(82) 3522-2154
Rua Marcelino Magalhães 330
Arapiraca, Alagoas
 
Cmi Consultórios Médicos Integrados
(82) 3522-3388
Rua Fernandes Lima, 345
Arapiraca, Alagoas
 
Espaço Fisio & Saúde
(82) 3529-9600
Rua Nossa Senhora de Fátima 218
Arapiraca, Alagoas
 
José C L Silva
(82) 3530-1662
Praça Pereira Magalhães 79
Arapiraca, Alagoas
 
Clínica Profª Maria Anunciada
(82) 3521-6500
Rua Monsenhor Macedo 362 c A
Arapiraca, Alagoas
 
Santa Fé Medical Center
(82) 3482-7133
Rua Esperidião Rodrigues 103
Arapiraca, Alagoas
 
Otomed Alagoas
(82) 3539-1114
Rua 30 de Outubro 121
Arapiraca, Alagoas
 
Clínica de Trânsito de Arapiraca
(82) 3522-3303
Rua Teodorico Costa 120
Arapiraca, Alagoas
 

Mielofibrose idiopática

A mielofibrose idiopática, também chamada de metaplasia mieloide idiopática, mielofibrose primária, trata-se de uma patologia da medula óssea, na qual esta última desenvolve tecido fibroso e sintetiza células sanguíneas anormais.Como o próprio nome diz (idiopática=causa desconhecida), não se sabe qual a causa deste distúrbio.Esta desordem acomete ambos os sexos e, comumente, é diagnosticada entre os 50 aos 70 anos de idade; todavia, pode ocorrer em qualquer idade. Estimativas apontam que 1 entre cada 1 milhão de indivíduos nascidos vivos apresentam mielofibrose idiopática.Aproximadamente 25% dos indivíduos acometidos por esta condição são assintomáticos. No entanto, os pacientes sintomáticos costumam apresentar:Esplenomegalia, gerando um desconforto na região superior esquerda do abdômen ou dor no ombro;Fadiga;Dispneia;Perda de peso;Sudorese noturna;Sangramentos sem causa aparente.Nos casos mais graves de mielofibrose idiopática, pode ser observado:Tumores compostos por células sanguíneas em qualquer região do corpo;Hipertensão portal, em decorrência da redução do fluxo sanguíneo para o fígado;Veias esofágicas dilatadas (varizes de esôfago), que podem romper e sangrar.Em indivíduos assintomáticos, este distúrbio pode ser descoberto durante um exame de rotina, quando o médico verifica a presença de esplenomegalia e alterações nos exames de sangue. Uma biópsia da medula óssea (mielograma) auxilia na confirmação do diagnóstico.Indivíduos assintomáticos habitualmente não são tratados; contudo, exames de sangue devem ser realizados periodicamente para o monitoramento da desordem.O tratamento para indivíduos sintomáticos visa minimizar os sintomas, bem como reduzir os riscos de complicações. Pacientes anêmicos podem receber ferro, folato e/ou transfusão sanguínea. Alguns fármacos, como prednisona ou ácido zoledrônico podem ser úteis. Quando o paciente apresenta elevada contagem de células sanguíneas, medicamentos como a hidroxiuréia ou o interferon alfa podem ser utilizados. Alguns pacientes podem necessitar da esplenectomia (remoção cirúrgica do baço), radioterapia ou transplante de medula óssea.Fontes:http://rarediseases.about.com/od/rarediseasesi/a/idiopathicmyelo.htmhttp://en.wikipedia.org/wiki/Myelofibrosishttp://medical-dictionary.thefreedictionary.com/Idiopathic+myelofibrosishttp://www.lls.org/diseaseinformation/myeloproliferativediseases/idiopathicmyelofibrosis/