Doença de Lhermitte-Duclos Santa Rita, Paraíba

Informações sobre Doença de Lhermitte-Duclos em Santa Rita. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Doença de Lhermitte-Duclos e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Santa Rita.

Clínica Santa Rita
(83) 3229-1140
Rua Francisco Gomes de Azevedo 2
Santa Rita, Paraíba
 
Policlínica São Roque
(83) 3229-0400
Avenida Flávio Ribeiro Coutinho 264 ap 1
Santa Rita, Paraíba
 
Vanildo Pessoa Cabral de Vasconcelos
(83) 3244-9666
Avenida Presidente Epitácio Pessoa 897
João Pessoa, Paraíba
 
Cassandra Dias Farias
(83) 3246-6069
Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho 707 s 217
João Pessoa, Paraíba
 
Clínica Pró Mulher
(83) 3215-1100
Avenida Presidente Epitácio Pessoa 595
João Pessoa, Paraíba
 
Josete Maurício Lopes Pontes
(83) 3229-2577
Rua Siqueira Campos 133
Santa Rita, Paraíba
 
Eitel Santiago Silveira
(83) 3232-8926
Avenida Liberdade 1596 lj 02
Bayeux, Paraíba
 
Medi Center
(83) 3222-4969
Rua Eurípedes Tavares 548
João Pessoa, Paraíba
 
Clínica Reumatologica Recuperação Motora Evandro V César
(83) 3221-2718
Rua Diogo Velho 140
João Pessoa, Paraíba
 
Consultório Médico Maurus de Holanda
(83) 3222-2574
Rua Borja Peregrino 191
João Pessoa, Paraíba
 

Doença de Lhermitte-Duclos

A doença de Lhermitte-Duclos, também denominada gangliocitoma cerebelar displásico, trata-se de um tipo raro de tumor situado no cerebelo. Caracteriza-se por apresentar crescimento lento, estando comumente associado à síndrome de Cowden, sendo patognomônico para esta desordem.Esta doença é extremamente rara, havendo somente 221 relatos na literatura médica. É mais frequente entre os 30 aos 40 anos de idade.Sua causa ainda não foi elucidada, embora existam hipóteses de que possa estar ligada a um hamartoma (tumor benigno), a uma neoplasia ou a malformações congênitas. Aproximadamente 80% dos pacientes com a síndrome de Cowden, uma desordem de origem genética, de caráter autossômico recessivo, apresenta mutações no gene PTEN, locus 10q23.2 e, a maior parte dos pacientes com a doença de Lhermitte-Duclos apresentam uma perda de um alelo do gene PTEN.As manifestações clínicas deste transtorno incluem:Dor de cabeça;Movimentos anormais;Tremor;Distúrbios visuais;Diplopia;Hidrocefalia obstrutiva.Os tumores presentes nesta doença, embora sejam benignos, podem levar a lesões neurológicas.O diagnóstico é feito por meio de exames de imagem do crânio, como ressonância magnética, tomografia computadorizada ou PET-CT, capaz de identificar o tumor no cerebelo.O tratamento não é necessário nos casos assintomáticos. Contudo, em pacientes sintomáticos pode ser útil a citorredução do tumor, sendo ocasionalmente feita a extirpação cirúrgica de toda a massa tumoral.Fontes:http://en.wikipedia.org/wiki/Lhermitte%E2%80%93Duclos_diseasehttp://radiopaedia.org/articles/lhermitte-duclos_disease