Doença Renal Crônica Corrente PI

Informações sobre Doença Renal Crônica em Corrente. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Doença Renal Crônica e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Corrente.

Climecor
(89) 3573-1123
Rua Antônio Nogueira Carvalho 1147
Corrente, Piauí
 
Policlínica de Corrente
(89) 3573-1851
Avenida Desembargador Amaral 1675
Corrente, Piauí
 
Clínica Santa Maria
(89) 3421-0445
Avenida Nossa Senhora de Fátima 770
Picos, Piauí
 
Policlínica de Corrente
(89) 3573-1851
Avenida Desembargador Amaral 1675
Corrente, Piauí
 
Centro Clínica Clínica Médica Fisioterápica
(86) 3321-2200
Avenida Presidente Vargas 650
Parnaíba, Piauí
 
Centro Médico Correntino
(89) 3573-1483
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Hospital Estadual e Regional D
(89) 3573-1465
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Clínica Márcia Mattos Ltda
(86) 3231-3429
Rua Professor Odilo Ramos 1199 s 204
Teresina, Piauí
 
Clinican
(86) 3221-6643
Rua Coelho Rodrigues 1380
Teresina, Piauí
 
Clínica de Atendimento Médico Leão Xiii
(86) 3213-5000
Rua 24 de Janeiro 1930
Teresina, Piauí
 

Doença Renal Crônica

Dia 12 de março, é o Dia Mundial do Rim. No Brasil, cerca de 1% dos brasileiros são afetadas pela doença renal crônica. Os sintomas e danos começam a aparecer quando a doença já avançou em mais de 50 % no funcionamento do órgão.Os principais sintomas indicadores da doença são : náuseas, vômitos, emagrecimento, dores lombares, dificuldade ao urinar, e presença se sangue na urina. Com 90 % de perda renal, o paciente é encaminhado para a diálise.O paciente desta doença apresenta anemia renal, pelo órgão se tornar incapaz de manter a vitamina D. A vitamina D é essencial para o metabolismo dos ossos, a carência desta vitamina leva a incapacidade de produção do hormônio eritropoietina, responsável pela produção de hemácias na medula óssea.A anemia renal aumenta o tamanho do coração, consequentemente a insuficiência cardíaca, assim como a fadiga debilitadora, perda de libido, depressão e palidez. O tratamento da anemia renal é feito por medicamentos que produzem um similar do hormônio eritropoietina no organismo.