Dengue Corrente PI

Informações sobre Dengue em Corrente. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Dengue e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Corrente.

Policlínica de Corrente
(89) 3573-1851
Avenida Desembargador Amaral 1675
Corrente, Piauí
 
Centro Médico Correntino
(89) 3573-1483
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Pinheiro e Silva Ltda
(89) 3562-1578
Praça Marcos Aurélio 888 s 6
Bom Jesus, Piauí
 
Laboratório Clínico Piauiense
(86) 3221-0453
Rua Desembargador Pires de Castro 77 sl 103
Teresina, Piauí
 
Classi
(86) 3221-8214
Rua Desembargador Pires de Castro 479
Teresina, Piauí
 
Climecor
(89) 3573-1123
Rua Antônio Nogueira Carvalho 1147
Corrente, Piauí
 
Hospital Estadual e Regional D
(89) 3573-1465
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Cimo - Clínica Integrada de Medicina Oriental
(86) 3223-3200
Rua Olavo Bilac 1758
Teresina, Piauí
 
Clínica de Atendimento Médico Leão Xiii
(86) 3213-5000
Rua 24 de Janeiro 1930
Teresina, Piauí
 
Bionuclear Clínica de Medicina Nuclear
(86) 3222-5524
Rua Desembargador Pires de Castro 489 S
Teresina, Piauí
 

Dengue

A Dengue é uma doença febril, tendo como agente transmissor (vetor) o mosquito Aedes aegypti, que transmite o vírus da dengue de uma pessoa para outra através da picada.Existem quatro tipos de vírus da dengue, DEN1, DEN2, DEN3 e DEN4 e dois tipos da doença: a dengue clássica e a dengue hemorrágica, sendo que a segunda se não for tratada a tempo pode levar a morte.A dengue é uma doença de países com climas tropicais e subtropicais, pois o mosquito transmissor do vírus melhor se adapta em ambientes quentes e úmidos. O mosquito fica infectado pelo vírus da dengue após picar uma pessoa que esteja com o vírus, e o inseto permanece com este vírus pelo resto da vida.O Aedes aegypti é um mosquito que se adaptou a áreas urbanas, onde encontra as condições necessárias para se reproduzir. O mosquito macho, assim como os das outras espécies só se alimenta de seiva de plantas enquanto que a fêmea depois que acasala necessita da albumina, substância que é encontrada no sangue humano para a maturação dos seus ovos.Mosquito Aedes aegyptiA fêmea deposita seus ovos em lugares que contenham água parada e limpa, as larvas saem dos ovos e ficam na água por uma semana, após esse período o ciclo se completa, e as larvas transformam-se em mosquitos adultos. Se uma fêmea infectada pelo vírus da dengue colocar seus ovos e esses completarem seu ciclo, os mosquitos que nascerem já poderão transmitir a doença. O mosquito da dengue tem um período de vida de 45 dias, sendo que o mesmo pode picar uma pessoa no intervalo de 20 a 30 minutos.O período de incubação (da picada até o aparecimento dos sintomas) da doença leva de 3 a 15 dias. As principais manifestações do quadro clínico da doença são:- febre alta;- dor atrás dos olhos;- eritema (manchas vermelhas);- dores de cabeça;- dor muscular e nas articulações;- falta de apetite;- sensação de cansaço;- fotofobia (aversão à luz);- lacrimação;- inflamação na garganta;- pequenos sangramentos (nariz e boca).A dengue hemorrágica tem os mesmos sintomas supra descritos, a diferença ocorre quando a febre termina, e começam a aparecer outros sintomas:- dores abdominais;- vômitos persistentes;- pele pálida, fria e úmida;- sangramento pelo nariz, boca e gengiva;- dificuldade respiratória;- sede excessiva e boca seca;- agitação e confusão mental;- perda de consciência;- mãos e pés pálidos ou arroxeados;Como existem 4 tipos de vírus, quando uma pessoa é infectada ela fica imune a aquele tipo de dengue que contraiu. A reincidência de outros tipos de dengue é o que pode levar a dengue hemorrágica.TratamentoNão existe uma medicação específica para tratamento da infecção de dengue, apenas os sintomas são tratados, com antitérmicos e analgésicos. Deve-se tomar bastante liquido para evitar a desidratação e ficar em repouso. São contra-indicados medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico (AAS, Aspirina, etc) pois esta substância interfere na coagulação, podendo favorecer o aparecimento de hemorragias.Já a dengue hemorrágica segue o mesmo padrão da dengue clássica, com a diferença que deverá ser tratada com terapia de reposição de fluidos. Este tipo de dengue, normalmente requer hospitalização para tratamento adequado.Combate à denguePara diminuir o risco de contrair dengue, deverão ser tomadas medidas preventivas, para que o mosquito Aedes aegypti, encontre dificuldade de se reproduzir. A melhor forma disto ocorrer é: eliminar recipientes que contêm água parada, como por exemplo: pneus, prato de vasos, piscinas sem tratamentos, baldes, garrafas, caixas de águas abertas, etc. Com essas precauções, dificulta-se a reprodução do mosquito que em contra-partida diminui os riscos de contaminações.