Cistos de Naboth Corrente PI

Informações sobre Cistos de Naboth em Corrente. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento do Cistos de Naboth e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Corrente.

Policlínica de Corrente
(89) 3573-1851
Avenida Desembargador Amaral 1675
Corrente, Piauí
 
Climecor
(89) 3573-1123
Rua Antônio Nogueira Carvalho 1147
Corrente, Piauí
 
Climipi-Clinica Médica de Inhu
(89) 3477-1746
Rua Arlindo Nogueira 10
Inhuma, Piauí
 
Clínica Saúde da Mulher Raimunda Batista
(86) 3221-5408
Rua Gabriel Ferreira 574
Teresina, Piauí
 
Centro de Dermatologia e Endocrinologia Lia Rachel
(86) 3221-4789
Rua São Pedro 1977
Teresina, Piauí
 
Centro Médico Correntino
(89) 3573-1483
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Hospital Estadual e Regional D
(89) 3573-1465
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Ozael Ferreira dos Santos
(86) 3221-1128
Rua Magalhães Filho 476
Teresina, Piauí
 
Clinass
(86) 3223-7877
Rua São Pedro 2700
Teresina, Piauí
 
Clínica Médica São João
(86) 3233-6119
Rua Salomão Said 717
Teresina, Piauí
 

Cistos de Naboth

Os cistos de Naboth, também chamados de quistos de Naboth, ou folículo de Naboth, consiste em uma desordem uterina, que se caracteriza pela presença de um ou mais nódulos na parede do útero.Estas estruturas costumam surgir quando o epitélio escamoso estratificado da exocérvice (em direção à vagina) cresce sobre o epitélio colunar simples sobre a endocérvice (em direção ao útero), resultando no bloqueio do ducto ou passagem das chamadas glândulas de Naboth, que são glândulas mucosas. Isso leva ao acúmulo de secreção, dando origem a um nódulo arredondado sob a superfície do colo uterino.Durante o exame ginecológico é possível observar a presença do cisto de Naboth. Este, por sua vez, caracteriza-se por apresentar-se como uma elevação pequena, de colocação esbranquiçada, como uma pústula. Podem encontrar-se isolados ou em grupos e, apesar de serem benignos, apontam que houve uma infecção há tempos atrás ou recentemente, levando à irritação do colo uterino, resultando em um processo denominado metaplasia. Esta condição é mais comumente observada em mulheres que estão em idade reprodutiva, principalmente nas que já estiveram gestantes.Estes cistos não costumam causar problemas maiores e tipicamente apresentam resolução espontânea, embora alguns possam persistir indefinidamente. Existem relatos também de que estas estruturas somem e retornam conforme o ciclo menstrual.Caso os cistos cresçam exageradamente, levando a problemas secundários, o médico deverá investigar, por meio de biópsia, se este houve evolução para neoplasia ou se há outros problemas. O método de remoção dos cistos é a eletrocauterização. Todavia, pode haver recidiva.Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/Cisto_de_Nabothhttp://mednet.umic.pt/portal/server.pt/community/Doencas/Doencas$Detail?idDoencas=AZD0326_080http://en.wikipedia.org/wiki/Nabothian_cyst