Cisto Renal Açu RN

Informações sobre Cisto Renal em Açu. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento do Cisto Renal e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Açu.

Clínica Santa Cecília
(84) 3331-2404
Rua Doutor Luiz Carlos 3384
Açu, Rio Grande do Norte
 
Walter Pastor Rueda Arce
(84) 3331-4337
Rua Sinhazinha Wanderley 900
Açu, Rio Grande do Norte
 
Instituto de Medicina Clínica
(84) 3611-2422
Avenida Afonso Pena 968
Natal, Rio Grande do Norte
 
Núcleo Montoril
(84) 3211-2262
Rua Mossoró 746
Natal, Rio Grande do Norte
 
Climed
(84) 3431-1932
Rua Teotônio Freire 835
Currais Novos, Rio Grande do Norte
 
Policlínica do Açu
(84) 3331-2989
Rua 24 de Junho
Açu, Rio Grande do Norte
 
Clínica Oitava Rosado
(84) 3331-4994
Rua Senador João Câmara 1304
Açu, Rio Grande do Norte
 
Ginecardio
(84) 3211-3885
Avenida Rodrigues Alves 730
Natal, Rio Grande do Norte
 
Uniclínica Unidade Int Saúde
(84) 3211-4075
Avenida Rodrigues Alves 1271 ap 1101
Natal, Rio Grande do Norte
 
Clínica Dr Aladim
(84) 3221-3636
Rua Auta de Souza 182
Natal, Rio Grande do Norte
 

Cisto Renal

Os cistos renais consistem em dilatações de certas porções do néfron, que é a unidade funcional do rim. Estas alterações surgem em decorrência de alguns fatores, como:Aumento da pressão no interior do rim;Aumento do gradiente de soluções salinas que banham o néfron;Obstruções de diferentes graus, que atingem qualquer região do néfron.Estes fatores auxiliam na passagem dos líquidos para as regiões frágeis do néfron, permitindo a formação de cistos. Durante a formação dessas alterações, sempre ocorre crescimento celular que irá forrar todas as suas paredes. Há também aumento da troca de líquidos (similares ao plasma) responsáveis por preencher o cisto.Esta alteração pode acometer um único rim ou ambos e, habitualmente, apresentam-se de tamanhos diminutos e em pequena quantidade. Quando o rim é acometido por inúmeros cistos, de diferentes tamanhos, recebe o nome de rim policístico.Os cistos podem ser do tipo simples ou complexo, variando de acordo com a sua aparência e conteúdo. O primeiro é formado uma membrana preenchida pelo líquido anteriormente citado. Já os cistos complexos, apresentam em seu interior algum material sólido, em certos casos, com áreas de fibrose e contornos irregulares.Aproximadamente 70% dos cistos adquiridos são do tipo simples. Podem existir desde o nascimento, mas comumente ocorrem após os 50 anos de idade, aumentando a freqüência com o passar dos anos, afetando em torno de 50% dos indivíduos com mais de 60 anos de idade. Podem ser isolados, múltiplos, uni ou bilateral e, em certos casos, pode levar a manifestações clínicas, como dor na região lombar, urina com sangue, infecção urinária e pressão alta (hipertensão arterial). Raramente ocorre infecção dos cistos, resultando na formação de abscessos. Eventualmente, pode haver ruptura de um ou mias cistos, causando sangramento interno ou evidenciando urina com sangue.É importante ressaltar que o cisto renal simples não evolui para malignidade, sendo considerado normal a presença de até 4 cistos em cada rim, enquanto que os cistos complexos podem, na realidade, não se tratar de cistos, mas sim tumores com aparência de cistos. No entanto, nem todo cisto complexo indica um tumor.O método de diagnóstico mais eficaz na detecção dos cistos é a ultra-sonografia abdominal e renal. Este procedimento também permite a diferenciação entre cisto simples e complexo.Geralmente, não é indicado o tratamento dos cistos renais, uma vez que surgem naturalmente com a idade. No entanto, quando o cisto é muito grande ou causa dor, existe a opção de aspirá-lo ou removê-lo cirurgicamente.Fontes:http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?81http://www.mdsaude.com/2008/09/cisto-renal.htmlhttp://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=2623&ReturnCatID=487http://www.urovix.com.br/Urovix/Rim.html