Câncer de Pele Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Informações sobre Câncer de Pele em Campo Grande. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento de Câncer de Pele e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Campo Grande.

Synesio de Oliveira Borges
(67) 3383-3113
Barão do Rio Branco 55
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Erlon Klein
(67) 3025-1571
Rua São Paulo 919
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Vilma Cubel Goncalves
(67) 3384-7515
Quinze Deovembro 1017
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ana Lucia Kiyomi Shimabuko Dobashi
(67) 3384-6194
Av. Mato Grosso 2209
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Tsutomu Fukuchi
(67) 3326-1935
Rua Roncador 850
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jesusmar Modesto Ramos
(67) 3324-3527
Av Afonso Pena 3504 - 9. Andarsala 92
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Alexandre Casali Neto
(67) 3321-3936
Rua Doutor Arthur Jorge 1096
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eliana Yonamine
(67) 3321-2258
Rua 24 - de Outubro 50
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carmen Sandra Mequi
673-0296
Rua Barao do Rio Branco 1550
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Antonio Joao de Souza Oliveira
(67) 3362-1173
Av. Julio de Castilho 3792
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Câncer de Pele

Câncer de pele é o crescimento desordenado de células, também chamado de tumor, que ocorre na pele. O câncer de pele é o mais freqüente tipo de câncer.Como a pele é o maior órgão do corpo humano, são variadas as linhagens de câncer que podem surgir, sendo as mais freqüentes o carcinoma basocelular, carcinoma epidermóide e o melanoma.O carcinoma basocelular é comum em pessoas de pele, cabelo e olhos claros e com idade acima dos 40 anos. Tem relação com à exposição solar (raios UVB) cumulativa durante a vida. Surge através de nódulos e feridas que crescem lentamente e não cicatrizam. Geralmente é indolor, e se manifesta na face, braços, colo e mãos, partes do corpo que ficam naturalmente mais expostas ao sol. Pode causar deformações, pois destrói tecidos, chegando até cartilagens e ossos, porém, não causa metástase (não se espalha para outros órgãos). Aproximadamente 70% dos casos de câncer de pele são do tipo carcinoma basocelular.O carcinoma espinocelular pode provocar metástase. Ele é o segundo tipo mais comum de câncer de pele, respondendo por aproximadamente 25% dos casos. Além da exposição ao sol em excesso, são outras causas desse tipo de câncer: o tabagismo, alterações na imunidade, exposição a arsênio e exposição a alcatrão.O melanoma é o tipo mais perigoso de câncer de pele, pois tem grande potencial de produzir metástase. É caracterizado pela transformação malígna dos melanócitos, que são as células produtoras dos pigmentos da pele. O diagnóstico e tratamentos precoces evitam a metástase, e, portanto, a morte. Quando tratada precocemente, pode ser curada.Os melanomas podem surgir na pele onde não havia nenhum sinal ou lesão, ou de lesões pigmentadas já existentes. Se o diagnóstico é feito quando a lesão ainda está “plana”, ou seja, ainda é superficial, há a possibilidade de que o tumor seja retirado por completo.Quando a lesão já apresenta certa elevação, é provável que já haja uma certa profundidade também, o que aumenta a possibilidade de metástase.O diagnóstico pode ser feito através da observação da lesão, utilizando-se o ABCD do melanoma:Assimetria: formato irregularBordas irregulares: limites externos irregularesColoração variada (diferentes tonalidades de cor)Diâmetro: maior que 6 milímetrosO diagnóstico precoce é fundamental para a cura. O único tratamento é a intervenção cirúrgica.