Apraxia Corrente PI

Informações sobre Apraxia em Corrente. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Apraxia e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Corrente.

Centro Médico Correntino
(89) 3573-1483
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Climecor
(89) 3573-1123
Rua Antônio Nogueira Carvalho 1147
Corrente, Piauí
 
Alice Aparecida Zoraia Alves Silva
(86) 3221-8464
Rua 1º de Maio 906
Teresina, Piauí
 
Pró Médica
(86) 3322-3645
Avenida Presidente Vargas 799
Parnaíba, Piauí
 
Ecoclínica
(86) 3221-9593
Rua Félix Pacheco 1716
Teresina, Piauí
 
Policlínica de Corrente
(89) 3573-1851
Avenida Desembargador Amaral 1675
Corrente, Piauí
 
Hospital Estadual e Regional D
(89) 3573-1465
Rua Antônio Nogueira Carvalho
Corrente, Piauí
 
Climecor
(89) 3573-1123
Rua Antônio Nogueira Carvalho 1147
Corrente, Piauí
 
Cimo - Clínica Integrada de Medicina Oriental
(86) 3223-3200
Rua Olavo Bilac 1758
Teresina, Piauí
 
Caimi - Centro de Atendimento Integral A Mulher e A Infância
(86) 3223-3955
Rua Goiás 1210
Teresina, Piauí
 

Apraxia

A apraxia consiste em um distúrbio neurológico caracterizado por causar perda de habilidade para realizar movimentos e gestos precisos, embora o indivíduo apresente vontade e habilidade física para tal. O termo apraxia foi utilizado pela primeira vez no ano de 1871, por Steinthal.A causa desta condição é uma disfunção dos hemisférios cerebrais, que pode ser resultado de traumas locais, tumores, dentre outros fatores.Comumente, os pacientes com esta disfunção apresentam problemas na pronúncia dos sons da fala, sendo que a severidade do quadro fica na dependência da natureza do dano cerebral. Além disso, também leva à redução da capacidade de utilizar objetos e de executar atos motores conhecidos.A apraxia pode ser classificada em quatro tipos distintos, que são:Apraxia ideativa: trata-se da ideomotora; todavia, o desempenho não melhora com a presença do objeto e nem com a imitação. É mais comumente observada em casos de demência.Apraxia buço-facial: neste tipo o indivíduo apresenta dificuldade de realizar movimentos com os músculos faciais e bucais. Tipicamente observado em associação com os quadros afásicos.Apraxia da marcha: trata-se da impossibilidade de realizar movimentos imprescindíveis para a marcha. Os indivíduos que apresentam este tipo de apraxia são capazes de cruzar as pernas quando sentados, bater os pés no chão de forma alternada, de realizar movimentos de bicicletas quando deitados; no entanto, não são capazes de realizar os movimentos para evoluir na marcha.Apraxia de vestir: o indivíduo perde a noção da sequência correta de vestir as várias peças de roupas. É muito observado em casos de demência.O diagnóstico desta condição é feito por um profissional capacitado, como um fonoaudiólogo, que deve determinar a natureza e avaliar a gravidade do caso.O tratamento da apraxia envolve uma equipe multidisciplinar, uma vez que, além da dificuldade de execução de atos motores, há também uma disfunção neurológica, que pode levar a problemas sociais. Desta forma, a intervenção deve englobar fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e psicólogos.Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/Apraxiahttp://www.psiqweb.med.br/site/DefaultLimpo.aspx?area=ES/VerDicionario&idZDicionario=112http://www.manualmerck.net/?id=101&cn=926http://www.asha.org/public/speech/disorders/ApraxiaAdults.htm