Aplasia da medula óssea Gravataí, Rio Grande do Sul

Informações sobre Aplasia da medula óssea em Gravataí. Encontre aqui médicos especialistas, dicas de prevenção, onde fazer diagnóstico e tratamento da Aplasia da medula óssea e endereços e telefones de hospitais e clínicas em Gravataí.

Floriano Castilhos da Cunha Torres
(51) 3488-2121
Rua Prefeito Ary Tubbs 752
Gravatai, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Moises Eli Magrisso
514-9770
R Alexandrino de Alencar 1530
Gravatai, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Paulo Eduardo Brandao Raffo
(51) 3483-1236
Av Presidente Getulio Vargas 1287
Alvorada, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dino Mezzari
(51) 470-5075
Av General Flores da Cunha 1953 - Sl. 35
Cachoeirinha, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Oscar Antonio Pignone
514-8513
Av Senador Salgado Filho 4160
Viamao, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Floriano Castilhos Cunha Torres
514-8821
R Rua Ary Tubbs 752
Gravatai, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Edson Ubirata Rodrigues Ferreira
(51) 488-5466
Benjamin Constant 169
Gravatai, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Marcos Guertzenstein
(51) 3470-1702
Doutor Decio Martins Costa 120
Cachoeirinha, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Anibal Elias Carneiro
(51) 485-3307
R Isabel Bastos 138
Viamao, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Leonardo Arroyo Espinosa
(51) 485-1400
Av Bento Goncalves 637
Viamao, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aplasia da medula óssea

A aplasia da medula óssea, também conhecida como aplasia medular, consiste em uma falha medular na produção de células sanguíneas, caracterizada por anemia e plaquetopenia.Esta desordem pode ser classificada em moderada ou grave, sendo esta última caracterizada por neutrófilos abaixo de 500/ml, plaquetas abaixo de 20.000/ml e reticulócitos inferior a 1%, em conjunto com hipocelularidade medular. Os quadros que não apresentarem todos esses critérios são considerados moderados.São diversas as causas de aplasia da medula óssea, como uso de determinados fármacos, presença de certas infecções, contato com inseticidas, afecções autoimunes, irradiação e outras causas desconhecidas.Pacientes que apresentam este distúrbio não produzem uma quantidade adequada de células sanguíneas, deixando o mesmo imunossuprimido e, consequentemente, mais propenso a adquirir graves infecções.Os sinais e sintomas clínicos apresentados pelos pacientes com esta desordem variam de acordo com o grau de citopenia periferia, mas pode englobar anemia, manifestações hemorrágicas (petéquias, equimoses, hemorragia de mucosas, dentre outras) e febre. O maior perigo está ligado ao grau de neutropenia.O diagnóstico é alcançado através do hemograma, juntamente com a análise da medula óssea (biópsia).O tratamento objetiva reconstituir a medula óssea, sendo a terapia mais eficaz o transplante de medula óssea (nos casos de pacientes que encontram um doador compatível). Todavia, anteriormente ao transplante de medula, o paciente necessita passar por um tratamento químico, que inclui medicamentos por via oral ou intravenosa. Estes fármacos atuam estimulando a medula óssea.Para prevenir complicações, o paciente deve evitar contato com indivíduos doentes, e também frequentar locais aglomerados.Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/Aplasia_de_medula_%C3%B3sseahttp://www.medicinageriatrica.com.br/2008/02/09/aplasia-da-medula-ossea/http://www.ameo.org.br/index.php/conhecimento/28-aplasia-de-medula-ossea-definicao-e-tratamento